Lecar muda planos e desiste do primeiro elétrico 100% brasileiro

julho 2, 2024
5 minutos lidos
Lecar muda planos e desiste do primeiro elétrico 100% brasileiro


Há alguns anos, Flávio Figueiredo criou a Lecar, que tinha um objetivo ambicioso: possuir o primeiro veículo 100% elétrico do Brasil. Ele até “ameaçou” tirar a fábrica da Ford da BYD. O sonho, que foi adiado diversas vezes, afundou de vez.

Isso porque, esta semana, a empresa divulgou comunicado oficial, informando que o Lecar 459 não será mais produzido. Pelo menos, não como um veículo totalmente elétrico.

Vídeo relacionado

A montadora disse que se concentrará na fabricação de veículos híbridos e veículos com motores a combustão movidos a etanol. Além disso, a nomenclatura 459 será mantida. Pelo menos, em teoria.

Flávio Figueiredo, CEO da Lecar, ao lado do modelo do 459 (Imagem: Reprodução)

Afinal, Lecar 459 vai mesmo sair?

  • Em abril, a montadora brasileira havia anunciado que recebeu a conhecida placa verde, utilizada em protótipos em testes nas ruas brasileiras;
  • Porém, nenhuma foto do modelo em teste foi divulgada ou vazada, o que é surpreendente, visto que a Lecar queria lançar o 459 em 2024;
  • Porém, os testes parecem ter acontecido e teriam até mudado a visão da empresa;
  • Isso porque Figueiredo, o “Elon Musk brasileiro”, afirmou o seguinte:

Chegamos à conclusão de que o carro híbrido é mais vantajoso para a sociedade (…) em vários aspectos, o que nos fez redirecionar o nosso posicionamento e planos para o mercado.

Flávio Figueiredo, CEO e fundador da Lecar, em comunicado

Consulte Mais informação:

Para explicar a sua mudança de posicionamento, Lecar destaca que “o conceito do carro elétrico é o mesmo desde 1890: uma bateria recarregável que alimenta um motor elétrico”, indo na contramão de diversas marcas, como a BYD, que demonstram que os carros elétricos estão na moda e podem ser o futuro. Lecar, por sua vez, afirma o contrário: que as baterias e os motores elétricos estão chegando ao limite de suas tecnologias.

Isso demonstra outra contradição no ponto de vista da empresa de até dois meses atrás: em publicação publicada na época, a empresa afirma que “os avanços tecnológicos em baterias estão revolucionando o setor de carros elétricos, marcando uma era de eficiência e sustentabilidade”.

E fez outra análise/crítica aos eléctricos: “Há uma forte tendência para que [carros elétricos] tornar-se um recurso transitório na sociedade”. Afinal, o que mudou nos últimos dois meses para a brasileira mudar de opinião?

Afinal, vale lembrar que existem diversas fabricantes (chinesas) de carros elétricos que planejam investir no Brasil, e estão vindo com força por aqui. O mais recente da equipe é o GAC, que investirá bilhões aqui.

Ainda não temos nada além de modelo e renderizações do 459 (Imagem: Reprodução/Lecar)

Quando teremos mais informações sobre o Lecar 459?

No comunicado, a montadora termina indicando que mais detalhes sobre o (agora) híbrido, bem como sua data de lançamento, serão divulgados “em breve”, mas já se sabe que será elétrico com extensor de autonomia (REEV, na sigla em inglês), com motor “flex etanol” (sic), gerando energia elétrica que alimenta diretamente o motor elétrico e rende mais de 30 km/l de álcool.

Mantido o motor elétrico anunciado anteriormente, o 459 deverá ir de 0 a 100 km/h em 6,9 segundos.





empréstimo empresa privada

consulta bpc por nome

emprestimo consignado caixa simulador

seguro cartão protegido itau valor

itaú portabilidade consignado

simular emprestimo consignado banco do brasil

empréstimo consignado menor taxa

Crédito consignado
Quanto é o juros do emprestimo consignado. Simular saque aniversário fgts.