Canadá deve seguir EUA e prepara taxação de veículos elétricos chineses

junho 21, 2024
6 minutos lidos
Canadá deve seguir EUA e prepara taxação de veículos elétricos chineses


Depois dos Estados Unidos e da União Europeia, o Canadá poderá ser mais um país (ou bloco, no caso da UE) a impor tarifas mais elevadas aos veículos eléctricos chineses.

O canal americano Bloomberg conversou em privado com pessoas do governo de Justin Trudeau que indicaram que o primeiro-ministro estaria a preparar um pacote com novos impostos sobre os VE fabricados na China.

consulte Mais informação

Vale destacar que as informações ficam nos bastidores. Publicamente, Trudeau e os seus conselheiros disseram que estão simplesmente a monitorizar o movimento adoptado por outras nações.

A envolvente do primeiro-ministro, porém, já se mobilizou em torno da questão. Sua equipe ainda avalia a melhor forma de aplicar essa tributação. O primeiro passo provavelmente será a abertura de uma consulta pública sobre o assunto. A ideia não é fazer algo abruptamente – especialmente porque a China é um importante parceiro comercial do Canadá.

Do outro lado da moeda, a indústria canadiana exerce cada vez mais pressão sobre o governo do país. Além disso, a medida faria parte do alinhamento estratégico com os parceiros europeus e americanos.

Em maio, o presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou um plano que poderia aumentar em 4 (!) os impostos sobre os carros elétricos fabricados na China. Isso significa uma alíquota final de até 102%, ou seja, o preço do veículo dobraria. A União Europeia disse na semana passada que planeja aumentar as tarifas sobre os veículos elétricos chineses. O percentual deve ficar em torno de 48% em alguns casos.

Pressões políticas

  • Além deste alinhamento com aliados, o gabinete de Justin Trudeau tem sofrido pressões internas.
  • Na quinta-feira (20), o primeiro-ministro de Ontário, Doug Ford, acusou a China de aproveitar os baixos padrões trabalhistas e a energia suja para fabricar veículos elétricos baratos.
  • Depois, ele fez um apelo ao maior governante do Canadá:

“A menos que ajamos rapidamente, arriscaremos empregos em Ontário e no Canadá como um todo.”ele disse em um post no X (antigo Twitter).

  • Além dos políticos, a indústria automobilística canadense também exige a imposição de tarifas severas.
  • Argumentam que a expansão chinesa pode ser fatal para as fábricas locais e dizem que é necessário seguir o governo Biden no respeito pelo acordo de livre comércio entre os dois países.
  • A grande maioria da produção automotiva do Canadá, na verdade, é exportada para os EUA.

Uma China cada vez mais dominante

Esses atores também contam com os números mais recentes. O Canadá importou um total de 2,2 mil milhões de dólares canadianos (1,6 mil milhões de dólares americanos) em veículos chineses no ano passado. Isto representa um salto em relação aos 100 milhões de dólares canadenses gastos nisso em 2022.

Este fenómeno repete-se noutras partes do mundo, com empresas como a BYD a entrar com muita força em diferentes mercados, sempre com produtos de qualidade e mais baratos face à concorrência.

Mulher falando na loja BYD
A montadora chinesa vem aumentando sua participação nos mercados ao redor do mundo (Imagem: Lewis Tse/Shutterstock)

Perante isto, as democracias ocidentais estão cada vez mais preocupadas.

O problema é como equilibrar as coisas. O aumento do número de eléctricos é positivo, especialmente para os governos que precisam de atingir metas para poluir menos. Além disso, uma parte da população (e do eleitorado) tem justamente este tipo de preocupação como prioridade.

Sem falar nos ambientalistas. Sem falar nos próprios chineses, que podem ameaçar retaliações comerciais, tal como fizeram com os EUA.

Boa sorte para Trudeau. Não há opção fácil nesta história.

As informações são de Bloomberg.





empréstimo empresa privada

consulta bpc por nome

emprestimo consignado caixa simulador

seguro cartão protegido itau valor

itaú portabilidade consignado

simular emprestimo consignado banco do brasil

empréstimo consignado menor taxa

Crédito consignado
Empréstimo fgts saque aniversário. Consigo antecipar o saque aniversário pelo caixa tem.