Japão estuda trocar caminhões por esteira rolante gigante; entenda

junho 28, 2024
5 minutos lidos
Japão estuda trocar caminhões por esteira rolante gigante; entenda


O Japão é o país com mais idosos do mundo. Se olharmos para o gráfico demográfico, a base do desenho (que representa os mais jovens) já é menor que o centro (os adultos). E o topo (o mais antigo) não é nada pequeno.

Aqui no Brasil, só para comparar, nos acostumamos a falar em pirâmide demográfica. Ou seja, um design completamente diferente da realidade japonesa.

Vídeo relacionado

consulte Mais informação

O governo local conhece todos esses dados e trabalha com algumas possibilidades – muitas delas péssimas na área trabalhista.

Uma projeção indica que até 2030 cerca de 30% dos pedidos feitos pelos japoneses não chegarão ao destino final. A razão? Não haverá ninguém para entregar as mercadorias. Haverá falta de motoristas para dirigir caminhões em todo o país.

E esta não é uma realidade tão distante. Já estamos em 2024 e o Japão não parece ter revertido este défice populacional. Diante disso, o Ministério das Infraestruturas, Transportes e Turismo teve uma ideia maluca, mas que poderia dar certo.

Um projeto sobre… trilhos?

  • Por não contar com mão de obra, o governo japonês estuda criar ligações logísticas automatizadas entre as principais cidades do país.
  • Uma das ideias seria uma linha de trem específica para isso, mas ainda seriam necessárias pessoas.
  • É por isso que surgiu uma alternativa um pouco diferente: uma mega correia transportadora.
  • Você teria trabalho apenas para colocar e retirar os contêineres.
  • Caso contrário, as cargas iriam sozinhas de ponta a ponta.
Contêineres seriam levados por quilômetros automaticamente – Imagem gerada por Inteligência Artificial
  • O primeiro teste deverá ser realizado entre a capital Tóquio e a cidade de Osaka.
  • Cerca de 500 quilômetros separam os dois municípios.
  • Eles até consideraram construir um túnel para cobrir esta rota.
  • O custo estimado, porém, é de US$ 23 bilhões, o que inviabilizou a proposta.
  • Especialistas afirmam que a esteira deverá apoiar o trabalho de cerca de 25 mil caminhoneiros.
  • Como bônus, a invenção também tiraria os carros das ruas, ajudando a combater a poluição.

Um problema populacional

Como disse, a segunda maior economia da Ásia (atrás apenas da China) tem a população mais idosa do mundo, com 29% de pessoas com 65 anos ou mais.

O Japão também tem uma das taxas de natalidade mais baixas do planeta, com apenas 758.631 bebés nascidos no ano passado. Este é o número mais baixo desde que os registros começaram no século XIX.

A população atual do Japão, de 124,35 milhões, vem caindo há 13 anos. E a expectativa é que o país chegue a 2040 com um déficit de 11 milhões de trabalhadores.

Japão
O Japão é o país com mais idosos do mundo – Imagem: Savvapanf Photo/Shutterstock

Além dessa questão logística que falamos neste texto, o governo japonês deve enfrentar desafios em diversas outras áreas. E a tecnologia surge como forma de solucionar esses problemas.

Os cientistas têm usado a Inteligência Artificial para superar a escassez de mão de obra na alimentação, na agricultura e até na administração pública. Você pode ler mais sobre esse assunto neste outro texto em Olhar Digital.

As informações são de Novo Atlas.





empréstimo empresa privada

consulta bpc por nome

emprestimo consignado caixa simulador

seguro cartão protegido itau valor

itaú portabilidade consignado

simular emprestimo consignado banco do brasil

empréstimo consignado menor taxa

Crédito consignado
Emprestimo cpfl crefaz. Simulação emprestimo fgts caixa. Refinanciamento de emprestimo consignado.