Qual é o carro elétrico mais barato do Brasil?

junho 27, 2024
6 minutos lidos
Qual é o carro elétrico mais barato do Brasil?


O mercado de carros elétricos vem crescendo significativamente no Brasil, com a gama de VEs crescendo cada vez mais, principalmente de fabricantes chineses. O problema é que a maioria continua com preços elevados, o que afasta (e assusta) o consumidor que ainda se lembra de quando era possível comprar um carro 0 km (mas com combustão) por R$ 30 mil.

Porém, os brasileiros têm pensado cada vez mais em ter um carro elétrico, mas buscando opções mais viáveis ​​financeiramente. Pensando nisso, surge a pergunta: Qual é o veículo elétrico mais barato do Brasil atualmente? A seguir, o Olhar digital traz aqui tudo sobre o EV mais acessível: o Renault Kwid E-Tech.

Vídeo relacionado

Consulte Mais informação:

Renault Kwid E-Tech: o veículo elétrico mais barato do Brasil

Sim, o Renault Kwid E-Tech, em sua versão mais barata (com cor sólida, no caso), é o veículo elétrico mais barato que o brasileiro pode comprar atualmente. Quando foi lançado custava R$ 142,99 mil e, mesmo assim, manteve o título por um tempo. Em fevereiro, a Renault surpreendeu ao baixá-lo para menos de R$ 100 mil, em resposta à chegada do BYD Dolphin Mini.

Renault Kwid E-Tech custa pouco menos de R$ 100 mil (Imagem: Divulgação/Renault)

Hoje, o Kwid E-Tech custa a partir de R$ 99,99 mil. Muitos achavam que o Dolphin Mini poderia competir nessa faixa de preço quando chegou por aqui, mas não deve custar menos de R$ 115 mil.

Abaixo, confira as principais características do carro elétrico da montadora francesa:

  • Bateria: 26,7 kWh;
  • Potência e torque: 65 cv (48 kW) e 11,5 kgfm;
  • Alcance: 185 km;
  • Recarga a 7,4 kWh (20% – 100%): 2h54;
  • Recarga a 30 kWh (20% – 80%): 40 minutos.

A autonomia da bateria do Kwid E-Tech é significativamente inferior à de alguns de seus concorrentes, com apenas 185 km. Mas vale lembrar que esse valor está de acordo com o padrão do Inmetro, mais rigoroso que o padrão WLTP – nele, a autonomia do carro aumenta para 265 km em ciclo combinado, mas perde, por exemplo, para o Dolphin Mini.

O EV da BYD tem autonomia de 280 km segundo o Inmetro e 405 km segundo o padrão CLTC (chinês). Apesar disso, a Renault garante que, para circular nas cidades brasileiras, basta carregá-lo uma vez por semana.

Um destaque que a Renault apresenta na página oficial do veículo são as possíveis formas de carregar o Kwid E-Tech. São três modalidades: em casa, wallbox e estação de carregamento rápido, que atualmente existem cerca de três mil em todo o Brasil. Para carregá-lo em casa, basta utilizar o cabo serial que acompanha o carro.

A Renault baixou o preço do EV no início do ano em resposta ao lançamento do BYD Dolphin Mini (Imagem: Divulgação/Renault)

O Kwid E-Tech pesa 977 kg. Para atingir 50 km/h, o carro elétrico leva 4,1 segundos e atinge velocidade máxima de 130 km/h.

Vale lembrar que o EV tem seu irmão com motor flex, o Kwid, que conta com componentes semelhantes. Ambos contam com seis airbags, sensores de estacionamento traseiros, sensores de pressão dos pneus e central multimídia de 7″ compatível com Apple CarPlay sem fio e Android Auto.

Kwid E-Tech tem componentes semelhantes ao seu irmão flex, o Kwid (Imagem: Divulgação/Renault)

Além desses equipamentos, o Kwid E-Tech vem com controle de estabilidade, freios ABS com Braking Assist System (BAS), assistente de partida em subidas, direção elétrica e Acoustic Vehicle Alert System (AVAS), sistema que emite alerta sonoro para pedestres. desde que o VE não atinja os 30 km/h.

Caso o interessado não se importe de pagar um pouco mais de R$ 100 mil para escolher outra cor, há duas opções além do Polar White (que é grátis): Diamond Silver, que custa R$ 1.500, e Verde Noronha, que custa R$ 3 mil a mais. . Ou seja, o Renault Kwid E-Tech mais caro, no momento, custa R$ 102,99 mil, preço bem mais acessível que o segundo veículo elétrico mais barato do Brasil atualmente, o Dolphin Mini.

Elétrico tem autonomia de 185 km segundo padrão do Inmetro; Renault garante que veículo só precisa de uma carga por semana para circular pelas cidades brasileiras (Imagem: Divulgação/Renault)





empréstimo empresa privada

consulta bpc por nome

emprestimo consignado caixa simulador

seguro cartão protegido itau valor

itaú portabilidade consignado

simular emprestimo consignado banco do brasil

empréstimo consignado menor taxa

Crédito consignado
Consultar conta cpfl.