Paracetamol pode te deixar mais inclinado a correr riscos, diz pesquisa

junho 29, 2024
5 minutos lidos
Paracetamol pode te deixar mais inclinado a correr riscos, diz pesquisa


O paracetamol, medicamento indicado para alívio da dor e da febre, parece fazer mais do que isso. Segundo um estudo, o medicamento pode mudar a percepção das pessoas sobre situações perigosas e torná-las mais propensas a comportamentos de risco.

A descoberta envolveu um teste experimental com 500 estudantes universitários americanos. Os resultados foram descritos em artigo publicado na revista Neurociência Social Cognitiva e Afetiva.

Aproximadamente 25% da população dos Estados Unidos toma paracetamol por semana – Imagem: Doucefleur/Shutterstock

Após uma dose de paracetamol, você pode ficar mais imprudente

  • A relação entre paracetamol e comportamentos de risco foi investigada em um experimento prático e em um formulário de avaliação.
  • No primeiro, parte do grupo de universitários participantes tomou dose única de 1.000 mg de paracetamol e a outra parte tomou placebo.
  • Depois, participaram de uma brincadeira que consistia em encher um balão na frente de um computador. Quanto maior ficava, mais dinheiro imaginário aparecia na tela.
  • O objetivo era ganhar o máximo de dinheiro possível, mas se a bexiga estourasse o participante perdia tudo.
  • Em geral, quem tomou paracetamol foi mais imprudente e acabou estourando o balão mais vezes que os demais.
  • No formulário de avaliação de risco aplicado durante os testes, eles também demonstraram que percebiam determinadas situações – como o bungee jumping – como menos arriscadas.
O paracetamol pode aumentar as chances de alguém decidir praticar bungee jumping, por exemplo – Imagem: Shutterstock/Salienko Evgenii

Consulte Mais informação:

O que pode explicar o fenômeno?

O paracetamol tem efeitos que podem explicar esse tipo de comportamento. As pessoas que tomaram placebo podem ter sentido mais ansiedade, o que restringiu a vontade de encher mais a bexiga. O medicamento reduz essa emoção. Se você conseguir manter a calma, também tenderá a correr mais riscos.

Embora haja alguma relação, este experimento não é suficiente para declarar que o paracetamol é o culpado por deixar as pessoas imprudentes. Investigações aprofundadas ainda são necessárias, diz Baldwin Way, neurocientista da Ohio State University, em artigo publicado na portal da instituição.

Realmente precisamos de mais pesquisas sobre os efeitos do paracetamol e de outros medicamentos vendidos sem receita médica sobre nossas escolhas e riscos.

Caminho Balduíno.

Resumindo, você pode continuar tomando paracetamol. Mas se você se sente mais encorajado a fazer algo arriscado após a dose, já sabe o que pode estar causando essa atitude repentina e imprudente.





empréstimo empresa privada

consulta bpc por nome

emprestimo consignado caixa simulador

seguro cartão protegido itau valor

itaú portabilidade consignado

simular emprestimo consignado banco do brasil

empréstimo consignado menor taxa

Crédito consignado
Antecipação saque fgts. Antecipação saque fgts. Propaganda de emprestimo consignado.