Compostos químicos ‘eternos’ podem entrar na corrente sanguínea

junho 26, 2024
5 minutos lidos
Compostos químicos ‘eternos’ podem entrar na corrente sanguínea


Investigadores da Universidade de Birmingham, no Reino Unido, confirmaram que os PFAS (substâncias per e polifluoroalquílicas) – compostos químicos sintéticos frequentemente encontrados em utensílios de cozinha, embalagens de alimentos, móveis e roupas – podem ser absorvidos através da pele e entrar na corrente sanguínea.

Entender:

  • Os investigadores descobriram que as PFAS (substâncias per e polifluoroalquilas) – produtos químicos sintéticos – podem entrar na corrente sanguínea através do contacto com a pele;
  • Os PFAS são comumente encontrados em utensílios de cozinha, embalagens de alimentos, móveis, roupas e muito mais;
  • Já sabíamos que compostos podem entrar no nosso corpo de algumas formas, mas, até então, romper a barreira da pele não era uma delas;
  • Os PFAS estão associados a diversos problemas de saúde e seu uso é regulamentado em alguns países – o que não é o caso do Brasil;
  • O estudo foi publicado em Meio Ambiente Internacional.
Os PFAS estão presentes em diversos utensílios de uso diário, como panelas antiaderentes. (Imagem: Teona Swift/Pexels)

Já sabíamos que o PFAS pode se infiltrar no corpo humano de diversas formas, como pela ingestão de alimentos e bebidas ou por inalação. Porém, até então, acreditava-se que esses compostos – relacionados a determinados problemas de saúde – não eram capazes de romper a barreira cutânea.

Consulte Mais informação:

Compostos químicos foram testados em peles artificiais

No estudo, a equipe analisou 17 tipos mais comuns de PFAS com uso regulamentado pela Diretiva de Água Potável da União Europeia (2020/2184). Para substituir os testes em animais, os pesquisadores usaram modelos 3D cultivados em laboratório com diversas camadas de tecido que imitam a pele humana.

15 Os PFAS foram substancialmente absorvidos após aplicação em pele artificial. No caso do PFOA (ácido perfluorooctanóico) – composto mais regulamentado – a absorção foi de 13,5%, com 38% da dose aplicada retida no tecido.

Estudo comprova absorção de PFAS pela pele. (Imagem: Nova África / Shutterstock)

Segundo os pesquisadores, a quantidade de PFAS absorvida está relacionada ao comprimento de sua cadeia de carbono. Em outras palavras, os compostos com cadeias mais longas apresentaram níveis de absorção mais baixos, e aqueles com cadeias mais curtas foram mais absorvíveis.

“Vemos uma mudança na indústria para produtos químicos com comprimentos de cadeia mais curtos porque se acredita que sejam menos tóxicos – no entanto, podemos acabar por absorver mais deles, por isso precisamos de saber mais sobre os riscos envolvidos”, explica Stuart Harrad, coautor do estudo. , em declaração.





empréstimo empresa privada

consulta bpc por nome

emprestimo consignado caixa simulador

seguro cartão protegido itau valor

itaú portabilidade consignado

simular emprestimo consignado banco do brasil

empréstimo consignado menor taxa

Crédito consignado
Simulador saque fgts. Consigo antecipar o saque aniversário pelo caixa tem. Antecipação saque aniversário caixa.