Artefato maia perdido é vendido por US$ 3,99 em brechó

junho 26, 2024
5 minutos lidos
Artefato maia perdido é vendido por US$ 3,99 em brechó


Uma compra em um brechó de Washington, DC se transformou em uma descoberta arqueológica de valor inestimável: um vaso comprado por apenas US$ 3,99 revelou-se um autêntico tesouro da antiga civilização maia. Agora repatriado para o México, o artefacto, datado entre 1.800 e 1.200 anos atrás, não só enriquece a história maia, mas exemplifica os esforços contínuos para devolver peças do seu património cultural.

A compradora foi Anna Lee Dozier, que já havia trabalhado no México com o grupo de direitos humanos Christian Solidarity Worldwide. Ela diz que sentiu uma conexão pessoal com o vaso, vendo-o como uma lembrança de seu tempo ali.

Parecia velho para mim, mas não tão velho, uns 20 ou 30 anos talvez.

Anna Lee Dozier em NPR

Consulte Mais informação:

Verificação e autenticação

Cinco anos depois, ao visitar o Museu Nacional de Antropologia da Cidade do México, Dozier percebeu que o vaso se assemelhava a outros artefatos expostos. Sem ter a certeza da sua autenticidade, ela consultou um especialista do museu, que a aconselhou a contactar a embaixada mexicana em Washington.

Ela então enviou fotos do vaso para a embaixada. A embaixada confirmou que o vaso era um autêntico artefato maia e solicitou a sua devolução.

Voltar para o México

“Estou emocionado por ter desempenhado um papel na história de sua repatriação. Gostaria que ele voltasse para onde pertence e para onde pertence”, disse Dozier à WUSA. “Mas também quero isso fora da minha casa porque tenho três filhos pequenos e tenho medo de que, depois de dois mil anos, seja eu quem vai estragar tudo!”

Esteban Moctezuma Barragán, embaixador do México nos EUA, descreveu o vaso como uma “testemunha valiosa da nossa história maia” que foi devolvido “graças à generosidade de [Anna] Lee Dozier.”

Significado histórico

Os artefatos voltam às mãos das autoridades mexicanas. (Imagem: Esteban Moctezuma Barragán via X)

O vaso, estimado entre 1.800 e 1.200 anos, provavelmente é originário do sudeste do México e remonta ao período maia clássico. Este período viu a civilização maia florescer antes de finalmente declinar devido a fatores como seca, conflitos civis e a chegada dos espanhóis.

A embaixada mexicana nos EUA também recebeu outras 19 peças arqueológicas doadas anonimamente, que serão devolvidas ao México e ficarão em poder do Instituto Nacional de Antropologia e História. Esses objetos se juntarão a mais de 13.500 artefatos recuperados nos últimos anos como parte da iniciativa do governo mexicano para recuperar seu patrimônio cultural no exterior.





empréstimo empresa privada

consulta bpc por nome

emprestimo consignado caixa simulador

seguro cartão protegido itau valor

itaú portabilidade consignado

simular emprestimo consignado banco do brasil

empréstimo consignado menor taxa

Crédito consignado
Refinanciamento de emprestimo consignado. Simular saque fgts.