Os 10 melhores filmes nacionais para assistir na Netflix

junho 26, 2024
7 minutos lidos
Os 10 melhores filmes nacionais para assistir na Netflix


A Netflix vem se destacando pela inclusão de diversos filmes brasileiros em seu catálogo. A plataforma já conta com alguns clássicos do cinema nacional e títulos relevantes recentes.

Diante disso, decidimos listar 10 filmes brasileiros imperdíveis presentes no catálogo da Netflix. Confira abaixo!

Consulte Mais informação:

Pixote, a Lei dos Mais Fracos (1980) / Crédito: Netflix (divulgação)

Melhores filmes nacionais na Netflix: Top 10

A Ostra e o Vento (1997)

A Ostra e o Vento (1997) / Crédito: Netflix (divulgação)

Dirigido por Walter Lima Jr., “A Ostra e o Vento” é um drama com toques poéticos e fantasiosos. Com grande elenco, o filme conta com nomes como Lima Duarte, Leandra Leal, Fernando Torres, Floriano Peixoto e Débora Bloch.

Na trama, Marcela (Leal) é uma adolescente que mora com o pai possessivo (Duarte) em uma ilha isolada, onde cuidam de um farol. Tendo crescido na companhia de homens, Marcela começa a despertar sua sexualidade e se apaixona pelo vento.

Vidas Secas (1963)

Vidas Secas (1963) / Crédito: Netflix (divulgação)

Baseado no influente romance homônimo de Graciliano Ramos, o filme “Vidas Secas” é dirigido por um dos mais importantes cineastas do Brasil: Nelson Pereira dos Santos.

O filme é um dos principais exemplos do “Cinema Novo”, movimento cinematográfico caracterizado pela crítica às desigualdades sociais no Brasil.

Ambientada no sertão nordestino, a trama acompanha uma família pobre e seu cachorro na tentativa de sobreviver, enfrentando a seca e a exploração por parte dos proprietários de terras. O elenco conta com nomes como Átila Iório, Maria Ribeiro e Jofre Soares.

A Dama da Multidão (1978)

A Senhora da Lotação (1978) / Crédito: Netflix (divulgação)

Baseado no conto homônimo de Nelson Rodrigues, “A Dama do Lotação” é um dos filmes de maior bilheteria da história do cinema nacional. O filme é um drama erótico dirigido por Neville d’Almeida e estrelado por Sônia Braga.

O filme acompanha Solange (Braga), que se casa com um homem que conhece desde criança (Nuno Leal Maia). No entanto, ela acaba sendo estuprada por ele na noite de núpcias.

Depois disso, ela não poderá mais ter intimidade com o marido. Então, para satisfazer seus desejos, ela começa a seduzir os homens que encontra na multidão. O elenco também conta com Jorge Dória e Paulo César Pereio.

São Paulo, Sociedade Anônima (1965)

São Paulo, Sociedade Anônima (1965) / Crédito: Netflix (divulgação)

O drama “São Paulo, Sociedade Anônima” retrata a angústia, a desolação e a vida automatizada de São Paulo, num período em que a cidade passou por grande crescimento econômico, industrial e urbano.

O filme é dirigido por Luís Sérgio Person e estrelado por Walmor Chagas, Eva Wilma, Otelo Zeloni, Ana Esmeralda e Darlene Glória.

A trama acompanha Carlos (Chagas), um cara de classe média que enfrenta insatisfação, alienação e falta de perspectiva na vida profissional e pessoal.

Rio, 40 Graus (1955)

Rio, 40 Graus (1955) / Crédito: Netflix (divulgação)

Marco do cinema nacional, “Rio 40 Graus” influenciou outras obras que vieram depois pela sua abordagem política e social. O filme é dirigido por Nelson Pereira dos Santos.

O filme acompanha diversas histórias e acontecimentos do Rio de Janeiro, acompanhando cinco meninos de uma favela que vendem amendoim pela cidade.

Jogo de Cena (2007)

Jogo de Cena (2007) / Crédito: Netflix (divulgação)

Sob direção do renomado Eduardo Coutinho, “Jogo de Cena” é um documentário que mistura fatos reais com ficção.

O filme acompanha várias mulheres comuns que responderam a um anúncio de jornal e concordaram em contar a história de suas vidas diante das câmeras.

Porém, algumas histórias são reencenadas por atrizes, explorando a linha entre a realidade e a ficção. Marília Pêra, Andréa Beltrão e Fernanda Torres são alguns dos nomes.

Pixote, a lei dos mais fracos (1980)

Pixote, a Lei dos Mais Fracos (1980) / Crédito: Netflix (divulgação)

Baseado no livro-romance-reportagem “Infância dos Mortos”, de José Louzeiro, “Pixote, a Lei dos Mais Fracos” é um dos filmes brasileiros de maior repercussão internacional. Dirigido por Hector Babenco, o filme foi um sucesso de crítica.

A trama acompanha Pixote (Fernando Ramos da Silva), um menino abandonado pelos pais que foge de um reformatório e se envolve no submundo do crime para sobreviver nas ruas. O elenco inclui Marília Pêra.

Últimas Conversas (2015)

Últimas Conversas (2015) / Crédito: Netflix (divulgação)

O filme póstumo, “Últimas Conversas” foi lançado logo após a morte de Eduardo Coutinho.

O filme é um documentário onde Coutinho entrevista vários estudantes do ensino médio público do Rio de Janeiro.

Central do Brasil (1998)

Central do Brasil (1998) / Crédito: Netflix (divulgação)

Aclamado pela crítica brasileira e internacional, “Central do Brasil” é um road movie drama dirigido por Walter Salles.

A atriz Fernanda Montenegro estrela o filme como Dora, uma professora aposentada que trabalha como escritora de cartas para analfabetos na Estação Central do Brasil.

A vida de Dora muda quando ela se vê responsável por um menino cuja mãe morreu após ser atropelada. Juntos, eles partem para o Nordeste em busca do pai do menino.

O Paraíso de Suely (2006)

O Céu de Suely (2006) / Crédito: Netflix (divulgação)

Dirigido por Karim Aïnouz, o drama “O Céu de Suely” recebeu amplos elogios da crítica especializada brasileira.

A trama acompanha Hermila (Hermila Guedes), uma jovem cearense que foi tentar a vida em São Paulo e retorna para sua cidade natal com um filho. Ela espera a chegada do pai da criança, mas ele não aparece.

Para fugir novamente de sua cidade, Hermila adota o nome de Suely e sorteia o próprio corpo para conseguir dinheiro para a viagem.





empréstimo empresa privada

consulta bpc por nome

emprestimo consignado caixa simulador

seguro cartão protegido itau valor

itaú portabilidade consignado

simular emprestimo consignado banco do brasil

empréstimo consignado menor taxa

Crédito consignado
Simular antecipação saque aniversário. Emprestimo saque aniversário caixa.