o que é uma Pluma Mantélica?

junho 25, 2024
6 minutos lidos
o que é uma Pluma Mantélica?


Compreender os fenômenos geológicos que ocorrem no interior da Terra é fundamental para desvendar muitos mistérios sobre a formação e dinâmica do nosso planeta. Dentre esses fenômenos, um dos mais intrigantes é a pluma do manto. Mas afinal, o que é esse fenômeno e qual a sua importância na geografia do nosso planeta, na formação de vulcões, ilhas e arquipélagos?

Leia também:

O que é uma pluma do manto?

Uma pluma do manto é uma coluna de rocha quente que sobe do manto da Terra em direção à superfície. Essas colunas são responsáveis ​​pelo transporte de material quente e derretido das profundezas do manto, que fica entre o núcleo e a crosta terrestre, até a litosfera. Estas plumas, por sua vez, desempenham um papel crucial nas placas tectônicas, no vulcanismo e na formação de ilhas oceânicas.

Formação e estrutura das Plumas do Manto

As plumas do manto se formam devido ao intenso calor no núcleo da Terra, que aquece o material no manto inferior. Esse material aquecido torna-se menos denso e, portanto, tende a subir, formando uma coluna ascendente. Quando a pluma atinge a litosfera, pode causar adelgaçamento e derretimento parcial da crosta, levando à formação de vulcões.

Imagem: Sérgio Neves/Reprodução

A estrutura da pluma do manto é geralmente dividida em duas partes principais: a cabeça e a cauda. A cabeça é a porção mais larga e plana que se forma à medida que a pluma se aproxima da superfície, enquanto a cauda é a coluna estreita que se estende do manto inferior até a cabeça.

Impacto das Plumas do Manto na superfície da Terra

Vulcanismo e Formação de Ilhas

As plumas do manto são frequentemente associadas a regiões de intenso vulcanismo. Quando a cabeça da pluma atinge a litosfera, pode resultar na formação de grandes províncias ígneas, vastas áreas de atividade vulcânica. Exemplos notáveis ​​incluem as ilhas havaianas e a Islândia. No caso do Havaí, a cadeia de ilhas formou-se à medida que a placa do Pacífico se movia sobre uma pluma fixa do manto.

Placas tectônicas

Ao causarem o afinamento da litosfera e a formação de pontos quentes, essas plumas podem causar a fragmentação das placas tectônicas, contribuindo para a deriva continental e a reconfiguração dos continentes ao longo de milhões de anos.

Plumas do Manto e História Geológica

Os estudos das plumas do manto oferecem informações valiosas sobre a história geológica da Terra. Ao analisar padrões de vulcanismo e mudanças na posição das plumas ao longo do tempo, os cientistas podem reconstruir o movimento das placas tectónicas e compreender eventos geológicos passados, como a formação de supercontinentes.

Vulcão em erupção em Grindavík, em 2021 (Crédito: DanielFreyr/ shutterstock)
Vulcão em erupção em Grindavík, em 2021 (Crédito: DanielFreyr/ shutterstock)

Exemplos de plumas do manto

  • Pluma havaiana: O mais conhecido, responsável pela criação do arquipélago havaiano.
  • Pluma de Yellowstone: Localizada no noroeste dos Estados Unidos, está associada a uma grande caldeira vulcânica.
  • Pluma distante: No Chifre da África, contribui para a formação do Vale do Rift.

As plumas do manto são um fenômeno geológico essencial para a compreensão da dinâmica interna da Terra. Eles desempenham um papel crucial no vulcanismo, nas placas tectônicas e na formação de ilhas. Ao estudar estas colunas de rocha quente, os cientistas podem obter informações valiosas sobre a história geológica do nosso planeta e os processos que moldam a sua superfície. Combinando pesquisas avançadas e técnicas de modelagem, a geologia continua a descobrir os profundos mistérios escondidos sob nossos pés.





empréstimo empresa privada

consulta bpc por nome

emprestimo consignado caixa simulador

seguro cartão protegido itau valor

itaú portabilidade consignado

simular emprestimo consignado banco do brasil

empréstimo consignado menor taxa

Crédito consignado
Simulador saque fgts. Simulação emprestimo fgts caixa.